Carrinho de Compras

Atividade física e os seus benefícios na luta contra o câncer

   A luta contra o câncer ainda está longe de ser vencida. Essa é a segunda doença que mais mata no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde e uma série de outras entidades. Ela fica atrás somente das doenças cardíacas. Entre as pessoas com menos de 80 anos, o câncer é o campeão de vítimas. Estima-se que 7 milhões de pessoas morram anualmente por causa dele.

Há um dado ainda mais alarmante. Pesquisas apontam que 1,5 milhão de vidas poderiam ser poupadas todos os anos, caso medidas de prevenção adequadas fossem tomadas. Boa parte delas poderiam ser salvas apenas com a adoção de hábitos saudáveis. Maus hábitos de vida estão entre os principais fatores que abrem as portas para que o câncer se desenvolva no organismo.

Um estudo publicado pela revista Cancer Epidemiology afirma que cerca de um terço das mortes por câncer no Brasil está relacionada a costumes como tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação desregrada e falta de atividades físicas.

   A guerra contra esse mal é inglória, mas a atividade física é uma das armas que possuímos para ganhar terreno. Ela pode agir em duas frentes. A prática trabalha no combate de fatores de riscos causadores de alguns tipos de câncer. Os exercícios também são benéficos ao bem-estar físico e psicológico de quem enfrenta uma enfermidade tão dura, ajudando no combate à angústia e à diminuição de sintomas relacionados à doença, a procedimentos diagnósticos e a tratamentos. A American Cancer Society preconiza a realização de duas horas e meia a cinco horas de atividade física semanal de intensidade moderada a vigorosa.

Além da atividade física, a manutenção do peso corporal adequado, uma alimentação saudável e a redução do consumo de bebidas alcoólicas formam os pilares mais fortes do combate contra o câncer.

Veja a seguir fatores que aumentam ou diminuem as chances de ter os principais tipos de câncer.

Câncer de mama

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física reduz o risco de doença pré e pós-menopausa
  • Alimentação rica em vegetais e pobre em produtos de origem animal e carboidratos refinados
  • Alimentação rica em cálcio

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal aumenta o risco após a menopausa

Câncer de colorretal

DIMINUI O RISCO

  • A atividade física regular de moderada a vigorosa
  • Alimentação com grãos inteiros, com mais fibra e menos açúcar
  • Alimentação rica em cálcio

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal
  • Consumo de álcool
  • Escassez de vitamina D

Câncer de endométrio

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular de moderada a vigorosa
  • Dieta com pouco açúcar e muitas fibras
  • Perda de peso corporal

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal

Câncer de vesícula biliar

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal

Câncer de rim

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular de moderada a vigorosa

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal

Câncer de fígado

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular
  • Consumo de peixe

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal
  • Consumo de álcool

Câncer de pulmão

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular de moderada a vigorosa
  • Consumo de vegetais sem amido e frutas inteiras

AUMENTA O RISCO

  • Consumo de carnes processadas e vermelhas
  • Suplementação de altas doses de betacaroteno, particularmente entre fumantes e aqueles expostos ao amianto

Câncer de ovário

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular de moderada a vigorosa

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal

Câncer de pâncreas

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular de moderada a vigorosa

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal
  • Consumo de carnes processadas e vermelhas e de gorduras saturadas
  • Consumo de bebidas adoçadas com açúcar

Câncer de próstata

AUMENTA O RISCO

  • O excesso de gordura corporal aumenta o risco de câncer de próstata avançado
  • Alto consumo de laticínios e cálcio

Câncer de tireoide

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal

Câncer de Estômago/gástrico

DIMINUI O RISCO

  • Diminui o risco
  • Atividade física regular de moderada a vigorosa
  • Consumo de vegetais sem amido e frutas inteiras, especialmente as cítricas

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal
  • Ingestão de carne processada, grelhada ou assada no carvão
  • Consumo de álcool

Câncer do trato aerodigestivo superior

DIMINUI O RISCO

  • Atividade física regular de moderada a vigorosa
  • Consumo de vegetais sem amido e frutas inteiras

AUMENTA O RISCO

  • Excesso de gordura corporal
  • Consumo de álcool

Referência: American Cancer Society guideline for diet and physical activity for cancer prevention, 2020.